Melhoria no sistema e manutenção preventiva interrompem abastecimento de água

Serviço Municipal de Águas e Esgotos

17 de julho de 2017
Acessibilidade

Na quarta-feira (19/07), o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) dará continuidade às obras de setorização do Distrito de Braz Cubas com melhorias dos sistemas de distribuição na adutora da Avenida Japão, no Alto do Ipiranga. Os trabalhos exigirão a interrupção do fornecimento de água das 8h às 16h e a normalização está prevista para a madrugada de quinta. Nesta segunda (17), a autarquia também iniciou a manutenção preventiva nos poços artesianos do Parque São Martinho, onde o abastecimento ficará intermitente até a sexta-feira (21).

A setorização de Braz Cubas é um investimento de R$ 9,4 milhões da autarquia para diminuição de perdas de água e melhor fiscalização do sistema.

A rede de distribuição está sendo subdividida em sistemas menores, chamadas de zonas de abastecimento e setores de controle, com operação independente e autônoma, o que agiliza manutenções e facilita a identificação de vazamentos.

De 2014 a 2016, o Semae reduziu em R$ 9,4 milhões a despesa com água comprada da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), graças aos investimentos realizados pela autarquia nos últimos anos – e a principal responsável pela economia de recursos foi exatamente a Setorização de Braz Cubas, que está em fase final.

A paralisação afetará o abastecimento para 25 mil ligações (residenciais, comerciais, industriais e institucionais).

 

São Martinho

A manutenção nos poços artesianos do Parque São Martinho é um procedimento necessário para o bom funcionamento do sistema e a qualidade da água distribuída. Haverá substituição, limpeza e desinfecção de tubulações. Durante esta semana, o Semae enviará caminhões-pipa ao bairro. São 430 ligações afetadas pelo abastecimento intermitente.

O Semae recomenda aos moradores que utilizem água de forma racional, reduzindo o tempo de banho, evitando lavar carros e quintais e combatendo o desperdício ao executar as tarefas domésticas indispensáveis como a lavagem de louças e roupas.

Quem possui caixa d’água em casa não sentirá os efeitos da paralisação. Ter um reservatório é fundamental para evitar transtornos durante os trabalhos de manutenção da rede ou outras intervenções que exigem a interrupção do fornecimento de água, principalmente nos locais mais altos ou que trabalham por redes bombeadas, onde é necessário mais tempo para que o abastecimento seja normalizado.

A reservação de 200 litros diários para cada morador é suficiente. Assim, uma casa com cinco pessoas deve ter uma caixa com capacidade para ao menos mil litros. Isso garante o abastecimento da residência por até 24 horas, mesmo sem fornecimento de água da rua. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 115. (Julio Nogueira)

 

Bairros onde o fornecimento de água interrompido na quarta-feira (19/07):

Alvorada

Alto do Guaianazes

Alto do Ipiranga

Caminho do Mar

Chácara Jafet

Cidade Jardim

Conjunto Habitacional Álvaro Bovolenta

Conjunto Habitacional São Sebastião

Conjunto Habitacional Vila Cléo

Conjunto Residencial Álvaro Bovolenta

Conjunto Residencial Vila da Prata

Conjunto Residencial Thaysa

Estrada Jinichi Shigueno

Jardim das Acácias

Jardim Ivete

Jardim Nathalie

Jardim Primavera

Jardim Rubi

Loteamento M’Boigy

Loteamento Novo Gama

Parque Morumbi

Parque Santana

Residencial Novo Horizonte

Residencial Santana

Vila Bela Flor

Vila Bernadotti

Vila Brasileira

Vila Eugênia

Vila Ipiranga

Vila Lavínia

Vila Melchizedec

Vila Mogi Moderno

Vila Moraes

Vila Pomar

Vila Progresso

Vila Rei

Vila São João

Vila São Sebastião

Vila Vitória