Mogi quer ampliar parceria com Fundação Nacional da Qualidade para cursos e capacitações

Serviço Municipal de Águas e Esgotos

18 de maio de 2017
Acessibilidade

A Prefeitura de Mogi das Cruzes pretende ampliar a parceria do Município com a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), que começou com a recente filiação do Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) à entidade. O assunto foi debatido na tarde desta quinta-feira (18/05), durante reunião do prefeito Marcus Melo com o presidente executivo da FNQ, Jairo Martins da Silva.

“A questão da qualidade na administração pública tem sido um grande desafio devido às características próprias do setor, mas implantamos uma diretriz no Semae e vamos aperfeiçoar esta experiência e depois compartilhá-la com os demais secretários, estendendo a parceria para evoluirmos em boas práticas”, disse o prefeito.

A Fundação Nacional da Qualidade é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que trabalha pela busca da excelência em gestão e competitividade no País. Entre os benefícios de ser membro da FNQ está a participação em eventos e cursos presenciais e online de qualificação e capacitação e acesso a conteúdos digitais, todos eles voltados a melhores práticas de prestação dos serviços.

A fundação também oferece aos filiados uma metodologia para a realização de autoavaliações da gestão das organizações públicas ou privadas para identificação de pontos positivos e de meios para melhorar os serviços prestados.

“Antigamente, os cenários eram estáveis, mas eles adquirem complexidade à medida que as organizações crescem. Se não se adéquam à mudança, elas se perdem. Oferecemos ferramentas para melhoria da gestão”, afirma Jairo Silva.

A filiação à FQN integra uma série de ações adotadas pelo Semae para melhoria e modernização dos serviços, como a revisão do Regulamento da autarquia, que está em andamento e prevê a desburocratização dos pedidos de ligação, mais agilidade no processo de cancelamento, alteração de titularidade, reativação de ligação e alteração do procedimento de revisão do valor da conta de água/esgoto.

Recentemente, o Departamento Comercial eliminou as ordens de serviço em papel. Tudo agora é feito online, o que reduziu em 50% o tempo para cada atividade, além da economia de recursos. No caso do faturamento, o custo do processo foi reduzido em 77% e o tempo de execução em 66%.

A Prefeitura também deve enviar em breve à Câmara o projeto para uma nova lei de parcelamento, criando condições mais favoráveis ao consumidor para quitação de débitos com o Semae.

Também participaram da reunião o diretor-geral do Semae, Paulo Beono Jr., e os diretores da autarquia Clovis Hatiw Lu (Departamento Administrativo) e Robson dos Santos (Departamento Comercial). Ao final do encontro, o prefeito presenteou o presidente da FNQ com um exemplar do livro “Semae: 50 anos (1966-2016)”, que conta a história da autarquia. (Julio Nogueira)