Nova adutora para abastecimento de água atenderá 68 mil pessoas na região da Vila Moraes

Serviço Municipal de Águas e Esgotos

11 de julho de 2018
Acessibilidade

As obras para implantação da adutora de 5 quilômetros entre o reservatório da Vila Natal e o futuro Centro de Reservação Vila Moraes avançam e devem ser concluídas até o fim deste ano. Atualmente, as equipes estão instalando as tubulações na Avenida Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, no Mogi Moderno. A partir desta quinta-feira (12/07), outra equipe atuará na Rua Pedro Machado, também no Mogi Moderno. O trecho será interditado (leia mais aqui).

O centro de reservação será um sistema de água tratada para abastecimento de uma região onde vivem 68 mil pessoas. Além da implantação da adutora, também está em andamento a construção de uma estação de bombeamento ao lado do reservatório da Vila Natal, que fará a transferência de água tratada entre a Vila Natal e a Vila Pomar, onde foi instalado um reservatório com capacidade para 8 milhões de litros.

A caixa d’água é a terceira maior da cidade e a segunda entre as estruturas próprias do Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) – ficará atrás apenas dos reservatórios da Vila Natal (15 milhões de litros) e do Jardim Santa Tereza (que pertence à Sabesp e armazena 20 milhões de litros). Todo sistema terá um investimento de R$ 14,3 milhões (divididos entre Município e Governo Federal).

Além da Vila Moraes e a Vila Pomar, o centro de reservação, que é uma das obras previstas no Plano Diretor de Abastecimento de Água do Município, atenderá também os bairros do entorno, após as etapas futuras de instalação das adutoras de distribuição: Parque Olímpico, Vila Municipal, Residencial Apoema, Vila Brasileira, Vila Melchizedec, Loteamento Alvorada, Vila São Sebastião, Jardins do Paraíso, Jardim Europa, Jardim Nathalie, Residencial Algarve, Cidade Jardim, Condomínio Vila Moraes, Gran Morada, Mosaico da Serra, Parque das Figueiras, Residencial Rubi, Residencial Nova Mogi, Caminho do Mar, Conjunto Habitacional Ana Paula, Conjunto São Sebastião, Parque Morumbi, Jardim Primavera, Vila da Prata e Conjunto Residencial Thayza.

A maioria dos bairros beneficiados com o novo sistema já são atendidos atualmente com abastecimento de água. Mas o crescimento da cidade exige investimento para ampliar o sistema e deixá-lo preparado para novas demandas, que são constantes.

Embora a adutora deva ser concluída até dezembro de 2018, o sistema entrará em operação somente após a implantação das redes de distribuição.

O Semae fornece água a 98% do território urbano de Mogi das Cruzes. O sistema é composto por estação de captação, no Rio Tietê, duas estações de tratamento (ETA Centro e ETA Leste), 30 reservatórios, 26 estações elevatórias e 1.200 quilômetros de redes de distribuição.

A cidade conta ainda com as estruturas de abastecimento de núcleos isolados, formadas por poços artesianos, casas de química para tratamento da água, sistemas de bombeamento, reservatórios e redes de distribuição. (Julio Nogueira)