Saúde promove evento em comemoração ao Dia Mundial da Doação de Leite

Secretaria de Saúde

19 de maio de 2017
Acessibilidade

A Secretaria Municipal de Saúde promoveu nesta manhã de sexta-feira (19/5) um evento em comemoração ao Dia Mundial da Doação de Leite Materno, com a presença de gestantes e doadoras cadastradas no Banco de Leite Humano. O objetivo foi agradecer o envolvimento das voluntárias e estimular novas doações. 

A secretária adjunta de Saúde, Rosângela Cunha, falou sobre a importância do aleitamento materno para gestantes que aguardavam por consultas e procedimentos de pré-natal no Pró-Mulher. “O melhor leite que existe para o bebê é o leite materno. Nos primeiros dias, sai pouco leite, mas esse pouco é suficiente para alimentar o recém-nascido. E é importante lembrar que a produção de leite depende do esvaziamento da mama, por isso, quanto mais a mãe amamenta, mais leite ela produz”, explicou.

Foi o que percebeu a doadora Gisele Cristina Caetano do Nascimento, mãe de João Pedro, 3 anos, e de Miguel Otávio, 7 meses. Ela é uma das maiores colaboradoras do Banco de Leite de Mogi das Cruzes e está doando leite materno excedente pela segunda vez. Somente neste ano, contribuiu 33 vezes com a reposição do estoque. “O segredo é amor. Amor ao próximo”, resume ela.

Gisele recebeu uma homenagem especial da coordenadora do Banco de Leite Humano de Mogi das Cruzes, Paula Mateus, como forma de agradecimento à doadora. “Sua colaboração tem sido fundamental para a saúde dos recém-nascidos. Muito obrigada pelo seu envolvimento e dedicação”, agradeceu.

O leite materno é importante para todos os bebês, principalmente para os que estão internados e não podem ser amamentados pela própria mãe. Com ele, o bebê se desenvolve de forma saudável, tem mais chances de recuperação e fica protegido de infecções, diarreias e alergias.

Para se tornar doadora, a mulher precisa estar amamentando exclusivamente no peito e se dispor a doar o leite que estiver sobrando. A doadora precisa ser saudável, não fazer uso de medicamentos ou drogas, não fumar e não fazer uso de álcool. Além disso, a coleta do leite deve seguir os critérios de higiene e armazenamento orientados pela equipe técnica.

O Banco de Leite Humano de Mogi das Cruzes foi implantado em 2013, resultado de uma parceria com o Rotary Clube Internacional. Neste ano, já foram coletados 71 litros de leite - sendo que cada litro é capaz de alimentar até 10 recém-nascidos. Além disso, a equipe realizou 477 ligações, desde janeiro, para mulheres que acabaram de dar à luz, onde são prestadas informações sobre aleitamento materno e doação de leite.

Outros trabalhos do Banco de Leite são atendimentos às mães e bebês por meio de consultas de enfermagem, consulta médica e consulta para acompanhamento do crescimento; grupos de gestantes e nutrizes com orientações sobre a importância da amamentação, cuidados e esclarecimentos de dúvidas. A equipe também está à disposição, de segunda a sexta-feira, para orientações gerais ao público, pessoalmente ou por telefone.

O Banco de Leite funciona no Pró-Mulher, localizado na rua Manuel de Oliveira, no bairro do Mogilar. Informações pelos telefones 4798-7343 ou 4798-7344.